ROBERTO CARLOS

ROBERTO CARLOS (YELLOW COVER EDITION)

1970
CBS
Vinil LP
PT
63945

Stock: Disponível

15,00 €
Está interessado neste produto?
FALE CONNOSCO

ROBERTO CARLOS (YELLOW COVER EDITION)

Coloque o cursor sobre a imagem para fazer zoom

outras imagens do produto

Detalhes

VINIL - SLEEVE (EX / EX). Edição original portuguesa Discos CBS. Registo muito raro, usado e em excelente estado.

 


Roberto Carlos Braga nasceu no dia 19 de Abril de 1941 em Cachoeiro de Itapemirim (Estado de Espirito Santo) e é considerado o Rei da Música Brasileira. Desde 1959, inicio das suas primeiras gravações, que o êxito não mais largou sua porta (como se diz em bom brasileiro). Na década de 60 foi o principal representante do movimento Jovem Guarda e foram inúmeros os seus sucessos, tais como "Quero Que Vá Tudo Pro Inferno", "É Proibido Fumar", "De Que vale Tudo Isso" e "Lobo Mau". Na década de 70 evidenciou o seu lado romântico com outros tantos êxitos, a saber; "Debaixo dos Caracóis dos Seus Cabelos", "Detalhes", "Lady Laura" e "A Montanha". Portugal foi mesmo um dos países em que Roberto Carlos teve sempre uma enorme legião de admiradores, uma realidade que também se estendeu pelas antigas colónias portuguesas em África, mais própriamente Angola e Moçambique. Outro facto relevante na discografia portuguesa de Roberto Carlos, tem a ver com o facto de muitas edições serem únicas, como é o caso desta, editada em 1970 com uma capa alternativa da original de 1969.
Acrescente-se outro detalhe relevante nesta capa, a sua cor amarela. Não existem tantas assim em que o amarelo é a cor predominante. E, normalmente as que existem são edições muitos cobiçadas, como "Never Mind The Bollocks" dos Sex Pistols, o primeiro dos "The B-52's", de Kevin Ayers o álbum "Joy Of A Toy", a edição norte-americana de "Are You Experienced" de Jimi Hendrix, "Computer Love" dos Kraftwerk, The Kinks “Preservation Act 1”, "Relaxin' With" Miles Davis, e, claro, outras nem por isso, como a banda-sonora “Flash Gordon” dos Queen, “Business As Usual” dos Men At Work e "Rhythm Of Youth" dos Men Without Hats.
Mas já que estamos com a mão na massa, não devemos deixar de referir a edição duma banda nacional, os Pop Dell’Arte com o álbum “Free Pop”, cuja capa e encartes realçam a cor amarela.

 

 


A1. As Flores do Jardim de Nossa Casa
A2. Aceito Seu Coração
A3. Nada Vai Me Convencer
A4. Do Outro Lado da Cidade
A5. Quero Ter Você Perto de Mim
A6. O Diamante Cor-de-Rosa
B1. Não Vou Ficar
B2. As Curvas da Estrada de Santos
B3. Sua Estupidez
B4. Oh! Meu Imenso Amor
B5. Não Adianta
B6. Nada Tenho a Perder