ELISA LISBOA

MULHER MÁGOA

1968
COLUMBIA
Vinil 7"
PT
SLEM2338

Stock: Disponível

10,00 €

MULHER MÁGOA

Coloque o cursor sobre a imagem para fazer zoom

outras imagens do produto

Detalhes

VINIL - SLEEVE (EX / EX). Edição original portuguesa da Columbia / EMI / Valentim de Carvalho. Registo muito raro, usado e em excelente estado.

 


Últimamente com alguma visibilidade nas novelas nacionais “Doce Tentação”, “Podia Acabar o Mundo” e nas séries “Morangos Com Açúcar”, “Floribella”, “Conta-me Como Foi”, poucos diriam que esta conhecida actriz portuguesa já tinha passado pelas cantorias. Com poucos discos editados (conhece-se outro 45rpm de 1974, “Os Poetas / Old Uncle Tom” com a participação do Quarteto 1111), este EP é um precioso testemunho da sua curta carreira musical e que poderia ser bem diferente a partir de 1969. Poucos sabem que Elisa Lisboa foi a primeira escolha para interpretar a “Desfolhada” no Festival da Canção de 1969, mas a popularidade de Simone de Oliveira foi um trunfo maior. O certo é que são os mesmos compositores, Nuno da Nazareth Fernandes (autor dos 4 temas) e Ary dos Santos que intervém na escrita da canção principal e no texto de apresentação da contracapa. E, já agora reza assim (como também podem ler na imagem da contracapa):
“ Elisa Lisboa é um caso aparte na panorama daquilo a que poderíamos chamar o lugar-comum da canção portuguesa. De facto, chega sem pressas, sem sensacionalismos de mau gosto, quase pé ante pé pela estrada do que pode acontecer, trazendo apenas o que é seu: a inteligência, a sensibilidade, o inexcedivel e trabalhado bom gosto. Filha legítima das grandes intérpretes internacionais de determinado (e determinante) tipo de canção – reconhecem-se na sua voz distantes ecos duma Gréco, duma Amália, duma Piaff, até – é, ao mesmo tempo bem filha de Lisboa: mesmo quando canta em francês, surgem na magoada cadência de sua voz inconfundivel, as esquinas dramáticas duma cidade feita de claros-escuros, onde o perfil da saudade permanentemente se contrapõe à jovem brisa dum Tejo sempre novo. “

 

A1. Mulher - Mágoa
A2. D. Quixote Já Morreu
B1. Tout Ne Peut Changer
B2. C'Est Déjà L'Automne