PEDRO HOMEM DE MELLO

FANDANGUEIRO (NUMERADO E AUTOGRAFADO)

11/1971
EDIÇÕES ASA
LIVRO
PT
254

Stock: Indisponível

FANDANGUEIRO (NUMERADO E AUTOGRAFADO)

Coloque o cursor sobre a imagem para fazer zoom

outras imagens do produto

Detalhes

LIVRO (EX). Publicação portuguesa Edições ASA - Porto. Edição (17x12.5 cm) com 118 páginas, incluindo uma estampa com um desenho do artista Carlos Carneiro, numerado e assinado pelo autor (conforme imagens).

 

Nasceu em 1904 na cidade do Porto e lá faleceu aos 80 anos, um dos mais destacados poetas e conhecedores do Folclore Português. Foi também professor e estudioso, mas foi sobretudo como autor das letras de alguns fados que ainda hoje é lembrado. “Povo Que Lavas no Rio” é porventura o poema / fado mais conhecido surgido pela primeira vez em 1962 no álbum “Busto” de Amália Rodrigues. “Havemos de Ir a Viana”, “Cuidei Que Tinha Morrido” e “Fria Claridade”, são outros clássicos na voz de Amália com a poesia de Pedro Homem de Mello. O conhecido Frei Hermano da Câmara também foi um fadista que alcançou um imenso sucesso no ínicio de carreira interpretando um poema do autor; “O Rapaz da Camisola Verde”.